Genericamente, tudo o que um atleta faz sem ser correr

Acho que nunca falei da minha rotina como atleta, não serei muito diferente de um “runner” comum, sou só mais um que tem muita disciplina e que é um apaixonado pelo desporto.

Uma das coisas que descobri recentemente (três anos) é o Yoga, tem sido interessante descobrir movimentos que nunca imaginei fazer, trabalhar a flexibilidade de todo o corpo, como sabem, quando a idade vai avançando a nossa flexibilidade vai diminuindo, eu pelo menos noto isso, e quando estamos alguns dias sem alongar ficamos mais perros nos movimentos. Tem me ajudado na minha postura de corrida, na prevenção de lesões e na forma como encaramos a vida, mais tranquilo, onde conseguimos combater ansiedades, medos, aprendemos a trabalhar a respiração e tranquilizar o nosso espírito interior, tem sido uma descoberta incrível.

Alimentação é muito importante, não é nada mais nada menos que o combustível que damos aos nosso corpo, costumo dizer que somos o que comemos, e isso reflete-se na saúde, na performance e no nosso bem estar, foi um passo enorme ter ajuda e orientação de um nutricionista, como pouco mas muitas vezes ao dia, tudo é pesado, sendo a balança uma das minhas ferramentas do dia a dia.

Quanto ao reforço muscular, não sendo adepto de ginásios, pratico sempre em casa e uso apenas o peso do corpo para fazer exercícios de força, uns alteres, uns elásticos , um tapete e imaginação com o que tenho aprendido ao longo dos anos, confesso que é o que mais me custa fazer, é uma seca na verdade, mas claro, é mais uma ferramenta que nos ajuda a estar em forma, trabalhar outro tipo de músculos que parecendo que não também trabalham durante a pratica da atividade e manter uma boa performance.

Sobre a massagem desportiva, aqui claro, sou um pouco suspeito pois é a minha atividade profissional, mas a minha opinião é que é muito mas mesmo muito importante, não sendo como muitos julgam, que basta fazer de vez em quando, vésperas de provas, etc etc etc, mas não é bem assim, a massagem deve ser uma rotina, diria que uma vez por semana, duas vezes por semana (para quem é pró) ou 15 em 15 dias, o músculo tem “memória” e cientificamente está provado que essa consistência ajuda na prevenção de lesões, na performance desportiva, no bem estar geral, numa maior flexibilidade, depois em complemento utilizo o rolo miofascial, pistola de massagem e uma bola de golfe para libertar a fáscia plantar, durante todos estes anos de atividade desportiva fiz massagem, sempre tem sido um complemento importante, lesões a sério posso contá-las pelos dedos de uma mão.

No que respeita a Fisioterapia e/ou Osteopatia também considero como complementos que se devem considerar, quando ouvimos falar destas duas especialidades associamos a uma recuperação de uma lesão ou quando estamos a caminho de uma, tal como a massagem, no entanto, devemos, como muitos dizem, alinhar o esqueleto, mas estas vertentes não servem só para isso, existe um sem número de exercícios que muitos fazem que não são os mais adequados a si ou que após uma avaliação física se verifica que são défices, sendo importante identificar e avaliar esses erros para os corrigir e depois fazer um plano personalizado.

Outro ponto muito importante: o Plano de treinos deve sempre ser personalizado, como diz o nome e muito bem, um plano que é para ti, individualizado, cada um tem o seu historial desportivo, todos reagimos de uma forma diferente ao esforço, a fisiologia de cada individuo é impar, sendo importante encontrar alguém que tenha formação na área, onde podes fazer alguns testes que hoje em dia são “vulgares”, teste lactato e/ou VO2 entre outros que existem, mas estes são os mais comuns. Estes testes vão ajudar a definir o teu perfil e alguém profissional na área traçar um bom plano de treinos para que possas evoluir em segurança e durante muitos anos, que é para isso que nós cá estamos, desfrutar da corrida.

O dormir pelo menos 8/9 horas por noite será o ideal pois o descanso é outro fator importante na regeneração e recuperação, e se possível uma sesta à tarde (dormir 20 a 30 minutos), eu posso garantir segundo a minha experiência que depois de uma boa sesta, estou pronto para mais um bom treino, sinto-me mais ativo, mais disponível e com muito mais energia.

Estas são algumas das minhas rotinas desportivas, muitos podem pensar que isto é vida de "profissional", mas eu diria que é mais um estilo de vida saudável, na verdade, existe muito mais vida para alem disto, o importante é definir as tuas prioridades, o que realmente é importante para ti para que possas encontrar o equilíbrio físico e emocional, Anima Sana In Corpore Sano.

escrito por
portrait

Nuno Rocha

Terapeuta / Massagista de Lisboa

Faixa Etária: 40-45

Treinador: Tiago Aragão

Minhas modalidade
Ultra Maratona de Montanha Yoga / Pilates Ultra Maratona Corrida de Montanha 10km

Mais blogues